Excesso de peso e dores na coluna: entenda essa relação e saiba como tratar

Excesso de peso e dores na coluna

O seu dia sempre termina com dores na coluna e você tem visto que está acima do peso?

Fique atento isso pode trazer sérias consequências para a sua saúde.

Essa conclusão faz parte de um estudo feito por pesquisadores da University of Hong Kong, na China.

Após submeter mais de 2.500 pessoas a avaliações radiográficas e clínicas, além de ressonâncias magnéticas da espinha lombar, o estudo observou que pessoas acima do peso ou com obesidade tinham um risco maior de sofrer desgastes da coluna lombar do que aquelas dentro do peso.

Entretanto, a dor nas costas não tem apenas essa causa, ela também pode ser decorrente da má postura, tabagismo e outras doenças. Para mais informações, consulte um especialista.

A obesidade é, de fato, uma doença que afeta adultos e crianças.

A obesidade contribui para o desenvolvimento de doenças cardíacas, diabetes, pressão alta e diversos tipos de câncer.

A nossa coluna é projetada para transportar o peso do corpo e distribuir as cargas localizadas durante o repouso e as atividades físicas.

Quando uma pessoa está com excesso de peso, a coluna é forçada a suportar a carga, o que pode levar ao comprometimento estrutural e danos como lesão no nervo ciático e hérnias de disco.

A região da coluna vertebral que é mais vulnerável aos efeitos da obesidade é a parte inferior das costas, a lombar. Por isso pessoas acima do peso são as que mais sofrem com dores nessa região.

Podemos sim identificar pessoas de vários tipos físicos e idades com dores na coluna.

A verdade é que, com a idade, os tecidos corporais podem causar alterações na anatomia da coluna vertebral.

No entanto, se você está com sobrepeso ou com obesidade, as chances são maiores de que você possua ou possa vir a ter dor na lombar.

Estudos comprovam que episódios de dores constantes nas costas, são mais recorrentes em pessoas obesas.

A fim de compensar o peso extra, a coluna vertebral pode ficar inclinada de forma desigual. Como resultado, ao longo do tempo, as costas podem perder seu suporte adequado e uma curvatura não natural da coluna pode se desenvolver.

Além disso, o sedentarismo pode provocar inflexibilidade e fraqueza nos músculos lombares, pelve, peito e coxas.

Isso pode aumentar a curva da parte inferior das costas, causando dores em função de uma postura inadequada.

O ganho de peso aumenta a carga física sobre o disco intravertebral e a inflamação crônica das células.

Fique atento! Mantenha seus exames em dia, pratique exercícios físicos regularmente, se alimente bem e procure manter uma postura adequada ao longo do dia.

A saúde do seu corpo e, principalmente, da sua coluna, agradecem.